Para baixar o PDF da cartilha, clique aqui.

Em situações de extrema vulnerabilidade coletiva, como a produzida pela pandemia do COVID-19, o cuidado com o Outro e a preservação da SAÚDE MENTAL é fundamental, pois traumatismos comunitários produzem ressonâncias e repercutem na vida psíquica e social.
SAÚDE MENTAL SE REFERE, entre outros sinais, À AUTONOMIA PARA DECIDIR E TOMAR OS RUMOS NA VIDA, levando em consideração a capacidade de reação frente aos acontecimentos. A SAÚDE MENTAL está relacionada à possibilidade de vivenciar emoções, transformando e se deixando transformar pelos eventos da vida, de modo a obter crescimento.

Dessa forma, elaboramos um breve guia de cuidado em saúde mental. Desejamos uma boa leitura e esperamos que lhe ajude a enfrentar as dificuldades deste momento de vida!

O GUIA - SAÚDE MENTAL Em tempos de pandemia de Covid-19

A SAÚDE MENTAL PODE SER ENTENDIDA EM UMA PERSPECTIVA DE BEM-ESTAR PSICOLÓGICO. PORTANTO, A SAÚDE MENTAL:
• É uma parte integrante da saúde; na verdade, não há saúde sem saúde mental.
• É determinada por uma série de fatores biopsicossociais.
• É mais do que a ausência de transtornos mentais.

Quando algum desses fatores sofre mudanças em um período curto de tempo, isso pode desencadear uma crise, como tem ocorrido frente a pandemia de COVID-19. A pandemia alterou a forma como nos relacionamos, como trabalhamos, como nos divertimos, colocando-nos diante de uma realidade para a qual não estávamos preparados, afetando nosso equilíbrio interno, a nossa SAÚDE MENTAL.

O QUE É PANDEMIA

Uma pandemia ocorre quando uma doença se espalha ao mesmo tempo por uma grande quantidade de regiões no mundo. Os primeiros casos do COVID-19 apareceram na China no final do mês de dezembro de 2019, quando a Organização Mundial da Saúde (OMS) recebeu alertas de casos de pneumonia na cidade de Wuhan. Na realidade, esses casos eram as primeiras aparições do novo coronavírus, denominado de SARS-CoV-2.

O QUE É O CORONAVIRUS?

Ele faz parte de uma família de vírus que causa infecções respiratórias. Entre seus principais sintomas estão:
• Febre;
• Tosse;
• Dificuldade para respirar/Falta de ar; Perda do olfato e/ou paladar;
• E outros, conforme a imunidade.

Este guia contém orientações gerais para cuidados em saúde mental em tempos de pandemia.

ISOLAMENTO, DISTANCIAMENTO SOCIAL E QUARENTENA COMO ESTRATÉGIAS DE PREVENÇÃO À TRANSMISSÃO

As definições de isolamento social, distanciamento social e quarentena tem significados distintos.

ISOLAMENTO SOCIAL
É uma forma de permanecer em casa tomando alguns cuidados que diminuam o risco de contaminação de infecções respiratórias, como a provocada pelo Coronavírus. Isso impede que ocorra o contato das secreções respiratórias entre as pessoas (gotículas expelidas ao espirrar ou tossir, que são as principais formas de transmissão do vírus).

DISTANCIAMENTO SOCIAL
É um conjunto de ações que buscam limitar o convívio social, de modo a parar ou controlar a propagação de doenças contagiosas.

QUARENTENA
É o afastamento de indivíduos sadios pelo período máximo de incubação de uma doença, contado a partir do último contato com alguém contaminado.

Essas medidas adotadas por governos e orientadas por especialistas da área da saúde, são as medidas mais eficazes para um controle da doença COVID-19.

Clique aqui para ver os sete passos para prevenir a propagação do vírus, segundo orientação da OPAS.

ALGUMAS REAÇÕES DIANTE DA PANDEMIA

É comum ter a saúde mental afetada, especialmente por sentimentos e emoções negativas, como medo, tristeza, raiva e solidão, além de ansiedade e estresse. Preocupações e reações de estado de alerta (ansiedade), sensação de falta de controle, incertezas e questionamentos podem aparecer...

• Quando tudo isso irá passar?
• Voltaremos à rotina normal?
• Quando poderei voltar a conviver com meus filhos e netos?
• Será que vou ficar doente?
• Existirão leitos e respiradores nos hospitais?

ENTRE AS REAÇÕES COMUNS ESTÁ O MEDO DE...
• Perder as pessoas que amamos;
• Perder os meios de subexistência ou não poder trabalhar durante o isolamento e ser demitido;
• Ser excluído socialmente por estar associado à doença;
• Ser separado de entes queridos e de cuidadores devido ao regime de quarentena;
• Não receber adequado suporte financeiro;
• Transmitir o vírus a outras pessoas;
• Adoecer e morrer.

ASSIM, É IMPORTANTE RECONHECER ALGUNS SINAIS...
• Aumento de tristeza e de ansiedade, a ponto de atrapalhar sua rotina.
• É importante identificá-los e buscar auxílio profissional, se necessário.
• Também é fundamental entender que cada pessoa reage de maneira diferente diante dessas situações de incertezas.

Abaixo listaremos alguns sintomas de depressão e ansiedade.

SINTOMAS DE DEPRESSÃO

• Sentir muita tristeza, vazio e desamparo.
• Sentir-se inútil ou culpado.
• Ter vontade de chorar com frequência.
• Ter medo ou preocupações excessivas.
• Apresentar mudanças no apetite.
• Ter insônia ou sono excessivo.
• Sentir falta de esperança.
• Sentir cansaço físico ou falta de vontade.
• Sentir-se desmotivado ou não ter prazer pelas coisas.
• Pensar em morrer ou ter vontade de tirar a própria vida.
• Perceber que a memória ou a concentração estão piores.

SINTOMAS DE ANSIEDADE

• Sentir-se muito agitado, com frequência.
• Ter preocupação excessiva durante grande parte do tempo.
• Ter dificuldades para relaxar.
• Aborrecer-se muito com pequenas coisas do dia a dia.
• Sentir tensão muscular, tremor, taquicardia, suor excessivo, dor de cabeça e desconforto no estômago.
• Ter pesadelos.
• Ficar nervoso com frequência.
• Ficar chateado com frequência.

Caso perceba alguns desses sintomas se de forma intensa e persistente, você pode consultar o DISQUE-SAÚDE (número de telefone 136) para maiores instruções. Se vivenciar sofrimento psíquico intenso, você também pode contar com o CENTRO DE VALORIZAÇÃO DA VIDA (CVV), que oferece apoio emocional pelo número de telefone 188.

Para elaboração deste guia foram consultados os materiais listados abaixo:

CANVA. Web. Julho, 2020. (Ilustrações e Design).

FIOCRUZ, Fundação Oswaldo Cruz (2020). Saúde Mental e Atenção Psicossocial na Pandemia COVID-19. Orientação aos Trabalhadores dos Serviços de Saúde. Rio de Janeiro: Ministério da Saúde.

FIOCRUZ, Fundação Oswaldo Cruz (2020). Saúde Mental e Atenção Psicossocial na Pandemia COVID-19. Recomendações Gerais. Rio de Janeiro: Ministério da Saúde.

Weide, J. N., Vicentini, E. C. C., Araujo, M. F., Machado,W. L., & Enumo, S. R. F. (2020). Cartilha para enfrentamento do estresse em tempos de pandemia. Porto Alegre: PUCRS / Campinas: PUC-Campinas. Trabalho gráfico: Gustavo Farinaro Costa.

Irigaray, T. Q. (Org.) (2020). Cartilha para Idosos para enfrentamento do Coronavírus (Covid-19). Porto Alegre: EDIPUCRS.



Copyright © All rights reserved | This template is made with by Colorlib